CASES DE SUCESSO

 

ce

 

SAMEF – Sistema de Avaliação Municipal do Ensino Fundamental

 

Desenvolvemos nosso trabalho junto a Secretaria de Educação do município de Maranguape em diversas frente de apoio, com monitoramento e treinamento fazendo de todas as pessoas que assessoramos, um agente multiplicador de uma prática de avaliação mais completa e justa, pois só assim foi possível naturalmente o crescimento da rede

 

Acreditamos que um trabalho pautado em dados próprios, constantes e reais, torna mais fácil a administração de estratégias e metas que garantem a efetiva aprendizagem dos alunos e para os educadores a disseminação de uma nova postura e cultura de avaliação da aprendizagem que faça dela um instrumento de crescimento e não de punição e segregação.

 

russas

 

SMAEF – Sistema Municipal de Avaliação do Ensino Fundamental

 

Disponibilizamos os resultados das avaliações por nos aplicada no Sistema de Olho na Rede possibilitamos que gestores, educadores e assessores pedagógicos acompanhem a realidade das turmas avaliadas.

 

O processo avaliativo está fundamentado no ciclo PDCA, um método amplamente aplicado para o controle eficaz e confiável das atividades de uma organização, principalmente àquelas relacionadas às melhorias, possibilitando a padronização nas informações do controle de qualidade, constituindo-se das seguintes etapas: planejar, executar, avaliar e agir.

 

Dessa forma, de acordo com os resultados do SMAEF, gestores, educadores e a Secretaria Municipal de Educação planejam as intervenções, colocam em prática o que foi planejado, avaliam as ações desenvolvidas e redimensionam o trabalho realizado quando necessário.

 

Toda gestão pedagógica é feita a partir do Sistema de Avaliação.

 

itaitinga

 

SIAD – Sistema de Avaliação de Desempenho de Itaitinga

 

Em um conceito amplo de avaliação a aprendizagem entendesse que há a necessidade do olhar sistêmico, porém amplo em todas as dimensões da avaliação. Entendendo isso e para que haja validade e confiabilidade na avaliação praticada por uma rede de ensino é necessário que o grupo de alunos tenham a oportunidade de provar sua competência de diferentes ângulos e que os profissionais envolvidos nesse processo possam fazer esse trabalho consciente e com responsabilidade sob os dados coletados e transmitidos.

 

A secretaria de Educação de Itaitinga já possui uma Sistema de Avaliação Municipal bem consistente que atende a essas demandas, e um acompanhamento de dados utilizado em sua rotina de trabalho. No encontro realizado com técnicos e assessoria pedagógica da ATTE ao fim do ano letivo fizemos a análise dos dados coletados no decorrer do ano e a partir deste traçar metas para o ano de 2015.

 

O tema trabalhado no evento foi: “Avaliar para Intervir – Apropriação, Socialização e Planejamento”.

 

Com a presença do secretário de educação e todo o grupo técnico foram analisados sob o sub tema “Onde estamos? Para onde vamos? Resultados e Metas – Contextualização dos Resultados Locais.” Nessa linha de pensamento tratamos do desenvolvimento da aprendizagem dos estudantes, medidas através de dados qualitativos com o histórico de acompanhamento das fichas de observação do professor com a informação sobre desenvolvimento das habilidades esperadas para cada ano e estabelecemos relação com os dados obtidos através do sistema de olho na rede que mede a competência dos alunos em avaliações objetivas e pontuais. Como resultado dessa análise pode-se encontrar o foco e determinar pontos positivos a serem reforçados bem como os pontos negativos a serem revertidos.

 

Concluímos o evento com o sub tema “De olho nas Metas – Perspectivas para 2015”, onde trouxemos a atenção o posicionamento do município junto as avaliações externas a que é submetida tanto na esfera estadual como Federal, e a partir destes pontos projetar as metas para o ano seguinte.

 

 

EMEF – Exame Municipal do Ensino Fundamental

 

O trabalho no município de Pacatuba foi pautado no contato direto com as escolas, com os professores já que, imprescindivelmente, são esses os atores principais que determinam a validade do processo de avaliação, a validade da ferramenta que utilizam, bem como o fortalecimento do Sistema de Avaliação Municipal. Somo defensores e multiplicadores da ideia que a avaliação só faz sentido se causar reflexão sobre a sua prática e orientar uma mudança de postura de todos que entendam a significância do trabalho que fazem na escola e direcione também as prioridades da rede de ensino.

 

O tema trabalhado no município foi: AVALIAÇÕES EXTERNAS EM ARTICULAÇÃO COM O TRABALHO PEDAGÓGICO E A GESTÃO DO ENSINO.

 

Fizemos no início do ano uma apresentação do projeto junto à Secretaria de Educação e Gestores de todas as escolas municipais, onde todos tiveram a oportunidade de compreender a dimensão do trabalho proposto a todas as escolas.

 

A cada mês a secretaria de Educação, a seu critério, selecionava escolas para que participassem da formação (4h), para atendimento individualizado, pois eram vistos e analisados dados particulares de cada escola considerando sua realidade, contexto social, composição do grupo, habilidades profissionais, administração escolar, sendo ela mesma sua base de comparação e análise.

 

Nestes encontros tratamos sobre conceitos e importância da avaliação e a disseminação do processo à luz de pensadores e práticas educacionais que dessem legitimidade aos dados colhidos através das avaliações aplicadas no próprio município através de seu Sistema de Avaliação Municipal, regido por lei.

 

acarape

 

SIAMA – Sistema de Avaliação Municipal de Acarape

 

Monitoramento dos resultados da aprendizagem dos alunos nas disciplinas de Língua Portuguesa e Matemática, por meio do Sistema de Avaliação Municipal de Acarape SIAMA, uma ferramenta de gestão que permite à Secretaria de Educação identificar as potencialidades e deficiências em sua rede de ensino de forma eficaz, como servir de base à implementação de políticas.

 

É uma avaliação que acontece de forma periódica aplicada pela ATTE e elaborada pela Secretaria Municipal de Educação, fundamentada nos descritores da Prova Brasil e SPAECE. O processo metodológico de aplicação da avaliação acontece de duas formas: utilizando no computador e de forma convencional (escrita).